.comment-link {margin-left:.6em;}

quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Desemprego atinge 7,1%, o máximo em 6 anos


.
.
.
Impressionante ...
E não é com "o objectivo de atingir 150 mil empregos" que vamos inverter esta situação ...
De se propor objectivos e não os cumprirmos está o país cheio ...
A situação é séria de mais ...
É tempo de projectos, não de propósitos ...
E, se os nossos políticos são, suficientemente, incompetentes para este problema ...
A solução é óbvia ...
Que se transfiram as competências necessárias para a UE, e que seja esta a gerir a política de emprego em Portugal ...
Até o maior patriota, o maior defensor da independência de Portugal face à UE, tem de reconhecer que a curto prazo, a única solução que Portugal tem, para solucionar os seus maiores problemas internos, é a defesa e a aplicação do Federalismo.
Portugal, queira ou não queira, é e tem de ser, um dos maiores defensores do Federalismo Europeu !

1 Comments:

At 11:17 da manhã, Blogger O de boa memória said...

Pura deturpação.

Senão vejamos: o caso irlandês é sintomático. Não são federalistas convictos e acérrimos, simplesmente, cumprem e aplicam as disposições correctas e equilibradas das políticas de emprego coerentes com o seu desenvolvimento sustentado. Ou seja, souberam tirar partido das suas vantagens comparativas em termos económicos e financeiros.

Não sejamos demagógicos.

E tu não o és.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home